Loading...

terça-feira, 22 de abril de 2014

Grande promoção do Dia das Mães

Promoção do dia das mães:

Venha fazer uma limpeza de pele, com extração de cravos e máscara clareadora em todo o mês de maio e ganhe a segunda inteiramente grátis para a própria cliente ou para quem a cliente quiser indicar.

E tem ainda mais:

Qualquer cliente que fizer uma pacote de estética corporal à vista, ganhará 30% de desconto.


Aproveitem, não fiquem fora dessa, só agendar horário por telefone, e-mail, blog ou facebook.






domingo, 6 de abril de 2014

Saúde do Idoso Parte 3

Causas do envelhecimento: Estilo de vida e adaptação


Estilo de vida e adaptação são importantes componentes que afetam no grau de envelhecimento dos sistemas do organismo. Fatores como falta de exercícios, fumo e abuso de drogas e álcool têm efeitos prejudiciais à saúde e no período de vida. O ganho de peso com a idade é comumente atribuído a diminuição da atividade e distúrbios metabólicos. Mudanças no metabolismo da secreção de ácidos gordurosos no armazenamento abdominal altera a capacidade do fígado retirar insulina do sangue e, ao mesmo tempo, aumentar a glicogenese, levando a um estado de pré-diabetes.

Certas mudanças da senilidade na estrutura do coração podem ser adaptações para um aumento do endurecimento da parede arterial. Os endurecimentos dos vasos podem ser reduzidos em ambiente menos estressantes e com exercícios vigorosos, mas é acelerado por hipertensão.
           Muitas substâncias foram usadas para retardar o envelhecimento durante centenas de anos com pequeno êxito ou sem a obtenção de sucesso. Hoje, existem intervenções que podem melhorar a função psicológica e reduzir a incidência e a prevalência de doenças da senilidade. Essas intervenções podem ter efeitos específicos ou mais generalizados. Intervenções acomodativas são aquelas que estão designadas a aumentar as capacidades psicológicas residuais. Estas incluem óculos, aparelhos de audição e muletas. Intervenções de estilo de vida são aquelas que discutem aspectos de modificação de conduta; e são as que mostram os melhores efeitos na saúde. Outra intervenção estratégica pode ser agrupada dentro das intervenções farmacológicas, nutricionais e biológicas, as quais têm demonstrado benefícios no grau de envelhecimento. Estas estratégias reduzem a mortalidade de indivíduos idosos, aumentando sua expectativa de vida.
           A redução da mortalidade de idosos desde a década de 60 pode ser atribuída a alterações no estilo de vida e a avanços significativos na medicina clínica, particularmente no tratamento de condições crônicas. O aumento da expectativa de vida foi possível com o melhor conhecimento das intervenções nutricionais e farmacológicas, reposição hormonal e, eventualmente, por meios de engenharia genética.
           Os fatores de estilo de vida podem ter um importante papel na saúde geral. Dieta inapropriada, falta de exercícios regulares, e fumar ou outros hábitos prejudiciais ao indivíduo podem afetar significativamente na performace psicológica e acelerar o início de doenças da senilidade. As atividades físicas reduzem alguns problemas típicos de idosos, mas não todos. Por exemplo, melhora a ação do sistema cardiovascular e o fortalecimento da musculatura, mas não traz melhorias na visão, audição, e talvez pouco interfira na longevidade.
           Várias intervenções farmacológicas anti-envelhecimento disponíveis precisam ser reexaminadas usando alvos moleculares especiais para avaliar seu potencial de eficiência. Além disso, requerem um estudo exaustivo antes de serem recomendados.
           Intervenções no estilo de vida são primeiramente relacionadas a fatores que reduzem o risco de morte prematura por doenças adquiridas, principalmente doenças cardiovasculares e câncer.
           Exercícios e redução de peso têm sido usados para prevenir ou ainda corrigir vários distúrbios no metabolismo.
           Uma recente pesquisa reportou que indivíduos que exercitavam regularmente não aumentava o risco de ataque do coração durante um exercício vigoroso, já nos sedentários, o risco era cem vezes maior.
           Ainda é incerto qual tipo de exercício é melhor para retardar o envelhecimento e reduzir as doenças comuns em idosos, mas os benefícios da atividade física são indiscutíveis.